segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Mais uma primavera...

 O dia nasceu em cor...
A festa é dela!
Embala em passos de dança a bela...
Sedução... É ela!
A distância tenta ditar o tom
Mas é vencida pelo sentimento
que se faz maior.
Escritos e imagens se adensam ao som
Compõem o exato retrato do que se quer.
O querer é intenso, agudo...
Reciprocidade personificada em saudade.
Ver de perto o olhar, o toque, tudo.
Ela, em festa, festeja seu dia.
Ele, por conhecê-la, agradece
Tece em letras a cena.
Sabem das entrelinhas
E nelas, os dois se aninham...
Ausente da dor...
Doam-se, em presente, brindando o amor...
Acende-se a imaginação, apaga-se as velas!
Ensejo!
Palmas, abraços e beijos...
Silêncio... É ela!!!







3 comentários:

  1. Ah... Que presente lindo!
    Sempre gostei muito do que você escreve e hoje em especial, gosto mais ainda. Lindo poema!
    Obrigadaa!!! A gente se fala...

    beijo meu!

    ResponderExcluir