segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Nem sempre o que se vê... É!!!

As letras se embaralham em frases soltas...
O que se fez objetivo, faz-se vultos distorcidos...
Ela vê o que não há.
Apenas bobagens a ser adicionadas...
O quadro pinta-se em tons engraçados.
Expressão nova,
de seus velhos olhos cansados...

Um comentário:

  1. É incrivel o quanto você transforma realidade em poesia! Eu fico encantada...

    ResponderExcluir