terça-feira, 19 de junho de 2012

Sim, confesso...


Não há ilicitude no amor,
Ainda que lhe imputem a dor.
Eu amo!
Deixando-me aprisionar em seu ardor...

2 comentários:

  1. As confissões sob o efeito da dor, são belas...
    *risos

    Adoro a música.

    beeejo!

    ResponderExcluir